"Russa", de João Salaviza e Ricardo Alves Jr., e "Madness", de João Viana, em competição na Berlinale Shorts

10 Janeiro 2018
Share on Facebook Share on Twitter

“Russa”, de João Salaviza e Ricardo Alves Jr., “Madness”, de João Viana, e “Onde o Verão Vai (episódios da juventude)”, de David Pinheiro Vicente vão integrar a competição de curta-metragem da 68.ª Berlinale – Festival Internacional de Cinema de Berlim, que decorre de 15 a 25 de fevereiro de 2018.

O Festival Internacional de Cinema de Berlim, um dos mais prestigiados do mundo, revelou ontem a programação completa da Berlinale Shorts, secção dedicada em exclusivo á curta-metragem. “Russa” de João Salaviza e Ricardo Alves Jr., “Madness” de João Viana e “Onde o Verão Vai (episódios da juventude)” de David Pinheiro Vicente foram os três filmes portugueses selecionados para a competição internacional, que reúne, no total, 22 filmes oriundos de 18 países.


João Salaviza, que em 2012 arrecadou o Urso de Ouro com “Rafa”, junta-se a Ricardo Alves Jr. para apresentar o filme “Russa”, curta-metragem realizada a quatro mãos numa residência artística no Bairro do Aleixo, no Porto, promovida no âmbito do programa Cultura em Expansão. O filme narra a história de uma antiga habitante que ali regressa, marcando encontro com familiares e amigos mas também com a memória coletiva de um bairro, que conserva três de cinco torres originais.


A seleção de “Madness”, de João Viana, marca também o regresso do realizador angolano às telas da Berlinale, depois de ter apresentado “Tabatô” em 2013. Co-produzida pela Papaveronoir e pela Les Films de l’Aprés-Midi, a curta-metragem que leva agora a Berlim aborda a atual situação política e social em Moçambique através da história de Lucy, uma mulher internada num hospital psiquiátrico.


Para além das obras de Salaviza e Alves Jr. e de João Viana, distribuídas pela Agência da Curta Metragem, o festival de Berlim selecionou também outro filme português para a corrida aos Ursos de Ouro e de Prata: “Onde o Verão Vai (episódios da juventude)”, de David Pinheiro Vicente.


O cinema nacional marcará ainda presença na Berlinale com a participação do realizador Diogo Costa Amarante, vencedor do Urso de Ouro em 2017, no júri da competição internacional de curtas-metragens, lado a lado com Jiody Mistry e Mark Toscano.

ETIQUETAS