Curtas portuguesas premiadas no Monstra

18 Março 2018
Share on Facebook Share on Twitter

Curtas portuguesas distribuídas pela Agência da Curta Metragem ganharam cinco troféus no Monstra – Festival de Animação de Lisboa, revelou ontem a organização durante a Cerimónia de Encerramento, que decorreu no Cinema S. Jorge, em Lisboa.

O filme “A Sonolenta”, de Marta Monteiro, foi distinguido com o Prémio SPA/Vasco Granja para Melhor Filme Português. Ainda na mesma categoria, foi atribuída uma menção honrosa a “Água Mole”, de Laura Gonçalves e Alexandra Ramires (Xá), que arrecadou também o prémio para Melhor Curta-Metragem Portuguesa.


“Das Gavetas Nascem Sons”, de Victor Hugo, ganhou o prémio para Melhor Curta-Metragem Experimental, e “Surpresa”, de Paulo Patrício, foi considerado pelo público o Melhor Filme da Competição Portuguesa, repetindo o feito conquistado na última edição do Curtas Vila do Conde (Prémio do Público SPA na Competição Nacional).


Por fim, "Uma Manhã na Feira", produzido pela Curtas Metragens CRL e realizado por alunos da ESMAD – Escola Superior de Media, Artes e Design e do 12º ano da Escola Secundária José Régio, sob orientação de Laura Gonçalves e Alexandra Ramires (Xá), conquistou o prémio para Melhor Curtíssima Portuguesa.


Duas das curtas vencedoras – “Supresa” e “Água Mole” – podem ser reencontradas, num formato interativo, na exposição coletiva da Animar 13, patente na Solar – Galeria de Arte Cinemática, até 19 de maio.


O Monstra – Festival de Animação de Lisboa termina hoje, domingo, mas ainda haverá tempo para exibir as curtas premiadas, às 17h, no Cinema São Jorge, e às 22h, no Cinema City Alvalade, em Lisboa.

ETIQUETAS